Rosilene venceu muitos desafios, após sete anos presa a uma cadeira.

CADEIRANTE SE RECUPERA MOVIDA PELA MÚSICA

Um exemplo de superação! Após sete anos presa a uma cadeira de rodas, a cozinheira Rosilene Silva Militão, de 44 anos, moradora da Rua Francisco Barreto, no Bairro Triângulo, voltou a andar, graças a muitas sessões de fisioterapia, e a sua paixão imensa pela música. Em 2010, ela teve uma complicação ao fazer uma cirurgia para retirada de um mioma. Desde então não conseguia mover mais o lado esquerdo. Ficou impossibilitada de trabalhar, se aposentou, chegou a entrar em depressão, pensando várias vezes em acabar com a própria vida, ou até amputar a perna esquerda. Foram várias anos de muito sofrimento, até que o tratamento psicológico e a fisioterapia intensa começaram a ter resultado. Rosilene se apoiou na fé e em seu sonho de cantar para vencer os medos e voltar a andar. Os primeiros passos foram longos e dolorosos, mas hoje ela se locomove sozinha, apenas com a ajuda das muletas. Anda por toda cidade, e nos últimos meses deu início ao seu sonho: cantar! Ela comprou um violão, grande parceiro na recuperação, está aprendendo a tocar, e já interpreta até alguns sucessos de Ana Carolina, de outros artistas da MPB, e até canções internacionais. São várias horas por dia ensaiando e se aprimorando para uma futura apresentação. Rosilene busca espaço para um show em público, o que já está sendo providenciado pela Nossa FM em um próximo evento a ser realizado pela emissora.

Outras Notícias

PINTURAS DE IMAGENS NA CIDADE

A Prefeitura Municipal de Oliveira realizou essa semana, a pintura de duas importantes estátuas sacras instaladas em ...

PONTE INUNDADA NO BARRO PRETO

Com a chuva na tarde dessa sexta-feira (17), caída sobre Oliveira, vários pontos da cidade ficaram alagados. Nossa re...

ATENDIMENTOS CORPO DE BOMBEIROS

De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Saúde de Oliveira, o 7º Batalhão do Corpo de Bombeiros recebeu 371 ...

BEZERRO SOLTO NO CENTRO DA CIDADE

Essa semana mais um bovino foi visto andando pelas ruas do centro de Oliveira. As reclamações de moradores e comercia...