Conheça o LGV e o HTLV, duas infecções sexualmente transmissíveis perigosas e pouco conhecidas

Conheça o LGV e o HTLV, duas infecções sexualmente transmissíveis perigosas e pouco conhecidas

Causadas por mais de 30 tipos diferentes de vírus, bactérias e protozoários, as Infecções Sexualmente Transmissíveis representam sério risco para milhões de brasileiros. Algumas dessas infecções são mais conhecidas, como o HIV e o herpes, por exemplo. De outras, no entanto, se fala muito pouco. É o caso do LGV e do HTLV, duas ISTs crônicas e desconhecidas pela maioria da população.

O linfogranuloma venéreo, identificado pela sigla LGV, é uma infecção causada pelos sorotipos L1, L2 e L3 da mesma bactéria que causa a clamídia, outra perigosa IST. Mais comum em homens, o LGV causa feridas e inchaço nas genitais e gânglios na virilha. Infecções retais causadas por essas bactérias se tornaram mais comuns com a prática do sexo anal. A doença não tem cura, mas se não for tratada e controlada, pode evoluir e gerar outras sequelas, como deformidade permanente do local atingido.

Já a infecção pelo HTLV, causada por um vírus que dá nome à doença, atinge as células de defesa do organismo e está relacionada à leucemia e à degeneração neurológica, podendo causar a morte. Segundo o Instituto Nacional do Câncer, o INCA, a estimativa é que o Brasil tenha 800 mil infectados por HTLV-1, tipo mais comum do vírus. A doença também não tem cura, mas com diagnóstico e tratamento as consequências podem ser amenizadas.

Segundo a coordenadora-geral de Vigilância das ISTs do Ministério da Saúde, Angélica Espinosa, a falta de informação é preocupante, já que essas doenças são silenciosas e perigosas.

“As pessoas têm que saber quantas infecções existem, que elas podem causar complicações quando não são tratadas adequadamente. Então, é importante que as pessoas estejam orientadas em relação às infecções e acerca do que pode acontecer, caso não cuidem da sua saúde”.

A transmissão do LGV e do HTLV ocorre pela prática de sexo vaginal, anal ou oral desprotegido, ou seja, sem preservativo. Sem camisinha, você assume o risco. Use camisinha e se proteja dessas e de outras ISTs, como HIV e hepatites. Para mais informações, acesse saude.gov.br/ist.

Outras Notícias

RECORD: PRF DE MINAS REALIZA MAIOR APREENSÃO DE ARMAS DE SUA HISTÓRIA

Um arsenal de guerra foi encontrado em uma van na rodovia Fernão Dias, em Itatiauçu, na região metropolitana de Bel...

DETRAN-MG SUSPENDE SERVIÇOS NESTA SEGUNDA-FEIRA; CONFIRA QUAIS

DETRAN-MG SUSPENDE SERVIÇOS NESTA SEGUNDA-FEIRA; CONFIRA QUAIS O Dentran-MG não prestará os serviços de vistoria, ...

Deputados tentam emplacar candidaturas a prefeito em Divinópolis Cidadania afirma que terá candidatura própria; um dos nomes cotados, o deputado estadual Cleitinho Azevedo antecipa que não segue parti

Em meio às articulações para a formação das chapas majoritárias em Divinópolis, Região Centro-Oeste de Minas, o presi...

Senado aprova ampliação de pensão a crianças afetadas pelo zika vírus

O Senado aprovou, na tarde desta quarta-feira (5), a Medida Provisória 894/2019, que institui uma pensão mensal vital...